Archive for novembro \17\UTC 2009

h1

blogueira convidada

novembro 17, 2009

Graças ao meu vício por seriados, fiquei amiga desta moça aqui, muito antes d’ela virar seriadomaníaca profissional. Há uns três anos,nos conhecemos em um casamento de uma amiga em comum e começamos a bater papo. Descobrimos milhões de afinidades, entre elas a paixão por Grey’s Anatomy. Sim, a gente via bem menos seriados na época. :)

Acontece que hoje em dia eu a vejo menos do que gostaria, mas vez que outra a gente consegue se encontrar. E, não adianta, por mais que a gente varie os assuntos, sempre termina em séries. Ela me entende!!

Aí que ontem eu assisti Glee e Ugly Betty e vi uma cena em comum nos dois e comentei com ela. Pronto, bastou pra eu me tornar a blogueira convidada do dia lá no Fora de Série.

Apesar de eu reproduzir abaixo o post publicado por ela, recomendo darem uma passadinha lá. Além de ter muitas informações legais sobre séries, tem vídeos das cenas às quais me refiro no texto.

DANCING WITH MYSELF, a música da semana na TV

17 de novembro de 2009

Dois episódios de séries exibidos na última semana nos Estados Unidos tiveram como trilha a mesma música. GLEE e UGLY BETTY trouxeram a oitentista Dancing With Myself de volta às paradas em contextos diferentes. Quem notou foi a seriadomaníaca Mariella Taniguchi, autora do texto abaixo, convidada de hoje do blog.

De qual versão você mais gostou?

Dançando comigo mesmo

Além da questão da aparência, acho que o Glee Club é meio Betty Suarez. A ex-assistente de Daniel Meade – e agora editora da Mode nesta quarta temporada – é simpática e tem personalidade. Sabe que seu estilo não agrada, mas azar de quem se incomoda. E quando as coisas dão erradas, seja emocional ou profissionalmente, ela sempre dá um jeito de reverter.

O coralzinho de Glee é meio assim. Reúne os chamados “losers” da escola e é motivo de piada para os outros, mas quem se importa? No fim, todo mundo torce para que Betty se dê bem e para que os rejeitados talentosos do Glee consigam ir para a seleção regional. Mas isso, na verdade, não tem nada a ver com o objetivo deste post. A ideia não era traçar um paralelo entre as duas séries, nem fazer comparação, pois elas são excelentes do jeito que são.

Uma coincidência musical entre as séries chama a atenção no episódio 9 da primeira temporada de Glee e no episódio 5 da quarta temporada de Ugly Betty. Na comédia musical adolescente, o cadeirante Artie (Kevin McHale) fica triste após não receber apoio dos colegas de coral, que se negam a vender doces para arrecadar fundos e locar um ônibus para irem juntos às competições do concurso regional. Sem o veículo, Artie teria que se locomover separado do grupo, por conta de sua condição. Então, no seu momento de tristeza, ele canta e dança para um salão vazio o sucesso de Billy Idol dos anos 80, “Dancing with myself”.

Já na série de moda, Betty passa o episódio todo se sentindo substituída, já que Matt, seu ex-namorado e atual chefe, dá sinais de que já superou o relacionamento que tiveram, e Daniel arranja uma nova assistente e ‘melhor amiga’. Passado um momento de desânimo, a nossa feiosa amada não decepciona. Mesmo sozinha, decide ir a uma festa onde todos os colegas de trabalho estarão acompanhados, inclusive Matt, que leva uma modelete como ‘date’. Em um canto, Betty observa a festa acontecer e é abordada por Matt, com quem troca algumas palavras. Mas, educadamente, pede licença, quando “Dancing with myself” começa a tocar: “Você pode me dar licença? Eu amo esta música!” e se joga sozinha na pista dança.

A diferença é que em Glee, a música – com novos arranjos, claro – serve para retratar um momento de tristeza, enquanto em Ugly Betty, ela é pura alegria.

Mariella Taniguchi

Anúncios