Archive for dezembro \26\UTC 2007

h1

meu novo cabelo

dezembro 26, 2007
cabelim.jpgNem um, nem outro. A Maudinha fez uma mistura dos dois estilos e eu fiquei quase sem cabelos. A vida é linda vista de cabelos curtos. Não preciso mais ter que gastar um vidro de xampu no banho ou passar horas secando. Agora, tudo é rápido. E o melhor é que eles não prendem mais na porta do carro ou embaixo do braço (pra não dizer sovaco, que é uma palavra horrorosa!).
Anúncios
h1

não para por aqui

dezembro 17, 2007

Hoje, voltando do trabalho, passei pela Lotérica Pé Quente. Ok, ok, tá demais, mas não tenho culpa se essas coisas pulam na minha frente enquanto ando pelas ruas.

h1

mais sobre a criatividade alheia

dezembro 17, 2007

Gostaria de entender porque alguém abre um restaurante e coloca o nome de ‘il calcio’ (o futebol, em italiano). Mesmo que seja temático, me digam, faz sentido?

 ================

Update: descobri que é do Fernandão e que o lance é ser temático mesmo, mas mesmo assim: faz sentido?

h1

tóin!!

dezembro 14, 2007

A criatividade das pessoas me espanta, às vezes. Todos os dias, a caminho do trabalho, passo por um pet shop chamado Pet & Gatô.

h1

mais sobre séries

dezembro 10, 2007

Sei que eu disse aqui que a greve dos roteiristas nos EUA veio a calhar, mas foi só porque eu tava com muita coisa atrasada pra ver. Agora que já consegui colocar grande parte em dia, já começo a entrar em crise de abstinência. Odiei o final da segunda temporada de Heroes. Mal começou a explicar e já acabou. Quer dizer, explicar não é bem o termo, porque aqueles irmãos mexicanos saíram do nada e foram pra lugar nenhum. E assim como Heroes, as outras séries estão sendo interrompidas e algumas não têm nem data para estrear, como 24 Horas e Lost – que periga ter apenas 8 episódios em 2008 ou ficar todinha pra 2009.

A série que mais me viciou recentemente, Friday Night Lights, também está com os episódios dessa segunda temporada contados. E quando acabar, vai ser difícil ficar sem o coach Taylor (Kyle Chandler) e os Dillon Panthers. E, sendo assim, sou obrigada a recorrer à minha fornecedora oficial de vícios para continuar me alimentando seriadisticamente. Ela já tinha dito várias vezes, mas agora eu atesto: How I met your mother é tri bom! Matamos meia temporada em casa no findi: rápido e divertido. Na fila está Californication e Gossip Girl. Esta última eu já andei dando uma espiada e gostei, mas o Márcio detesta. Aliás, ele não curte as minhas séries adolescentes, ainda mais agora que eu voltei para One Tree Hill: não consigo mais parar de ver. Estou na terceira temporada, louca pra que Nathan (James Lafferty) e Haley (Bethany Joy) se acertem de uma vez e para que o Jake Jaglieski (Bryan Greenberg) volte. Aliás, eu adoro ele, e é só por isso que eu assito October Road.

No mais, falta ainda insistir em Private Practice pra ver se a dra. Montogomery decola em seu spin-off, porque até onde eu vi não convenceu muito. Os dois primeiros episódios foram bacanas, mas bastou o terceiro ser palha para perder o interesse.

h1

árvore de natal

dezembro 7, 2007

Não, ainda não fiz o experimento com os cd’s, mas vou fazer. O post é pra contar um causo mesmo. Há algum tempo, estávamos eu e a Elisa sozinhas em casa e decidi montar nossa “árvore” de Natal. A dita cuja vai entre aspas porque ela não é exatamente a árvore que a baixinha esperava.

– Filha, você me ajuda a montar a árvore de Natal?

– Ebaaaaa!, animou-se a moça, fazendo ‘sim’ com a cabeça.

Aí fui lá pegar as coisas. Ela me acompanhava enquanto levava o banco até o quarto e subia nele para procurar os enfeites na parte alta do armário. De repente, eu tiro uma sacola com tudo dentro. Repito: uma sacola. Mas assim, não era uma SACOLA grande. Claro, nem uma pequenina de super, mas era uma sacola normal. A decepção dela começou ali.

Levei o material até a sala e quando fui tirar a árvore de dentro, Elisa me disse:

– Mas, mãe, isso aí não é uma árvore, isso é só um galho!!!

Confiram abaixo. Ela tem a altura do meu revisteiro e fica perdida num cantinho da sala. No próximo ano, já prometi à japinha que vamos ter uma árvore de verdade.

arvoredenatal01.jpg

h1

lixo de cd

dezembro 3, 2007

Arrumando umas bagunças no escritório, encontrei uma pilha de cd’s velhos e sem utilidade e fiquei pensando que poderia bolar alguma coisa com eles. Em uma rápida pesquisada no google, surgiram algumas improváveis gerinçonças: ventilador, porta celular, espelho. Não gostei de nenhuma. Trocando umas idéias com a Jojo, acabamos chegando a uma árvore de Natal. Tentarei. Se conseguir, coloco a foto em alguns dias. Porém, se alguém tiver uma idéia criativa, agradeço.