h1

nonotion

fevereiro 5, 2009

eu tava aqui pensando com meus botões. à medida que a violência foi aumentando no mundo, as pessoas começaram a prestar mais atenção nas atitudes dos outros. no trabalho, no dia-a-dia, na escola. os pais, em especial. deve ser alguma explicação nesse sentido que justifica a falta de noção das professoras de antigamente, da época em que eu era criança. eu mesma tinha uma professora na 1ª série que não gostava de mim e deixava isso bem claro para todos. só porque uma vez eu falei bem alto que ela havia soltado um pum. tia priscilla era como a chamavam. claro que ela nunca me tratou mal, mas sempre fez questão de nunca ser legal comigo como era com meus outros coleguinhas.

uma outra professora, já na 6ª série, me perguntou se eu tava cansada durante a aula por ter ‘dado’ a noite inteira. NA 6ª SÉRIE! enfim. se a gente sair por aí perguntando, vai descobrir que muita gente tem histórias assim pra contar. um amigo, marido da sócia, teve seu bumbum beliscado pela sua profe da 7ª série, que deu como desculpa o fato de estar “há uma semana longe do namorado”. francamente, gente!

aí que ontem, conversando com meu mano, ele lembrou de uma historinha que aconteceu com ele na escola, quando éramos criancinhas lá em são paulo. ele é dois anos mais velho que eu e, na época, era aluno da 3ª fase (equivalente ao pré-II atual), enquanto eu estava na 1ª fase. diz ele que, certa vez, minha professora entrou na sala dele para mostrar à professora dele como sua aluninha, no caso eu, desenhava bonitinho para a idade que tinha (quem dera eu tivesse mantido este talento!). aí, a professora pegou o desenho e mostrou para a toda turma como meu desenho era bonito. e como se isso já não fosse estranho, ela ainda olhou pro meu irmão e disse na frente de todos, o que é pior: e você, que é irmão dela, só faz uns desenhos feios!

tadinho. eu nunca soube disso. nem fazia idéia. e achei uma viagem a atitude da professora. mas tudo bem, o adri me superou em seguida. chegou a ter desenhos seus enquadrados e pendurados na parede do quarto, enquanto eu seguia fazendo os mesmos desenhinhos da 1ª fase. :)

Anúncios

4 comentários

  1. Lella, por conta desse teu post fiquei pensando em uma série de histórias bizarras como as tuas da época do colégio. Lembro no meu segundo dia de aula na 2a série, esqueci de levar meu livro de matemática e minha professora resolveu me utilizar de exemplo na aula de “conjuntos”. Pediu para eu ir na frente de toda a sala e para os alunos imaginarem uma linha ao meu redor. E aí ela explicou para a turma que, desta forma eu era, então, um conjunto unitário de uma aluna irresponsável. Psicologia zero, né! Lembro que cheguei em casa arrasada de vergonha, e minha mãe fez um escândalo quando ficou sabendo. E a professora sem noção ainda resolveu fazer um pedido de desculpas público para mim, de novo na frente de toda a sala!
    Espero que as coisas tenham mudado bastante e que a Elisa não passe por essa mesma educação “old school” que a gente passou.
    Beijoca (e eu sou a quinta leitora do teu blog, tá!) =D


  2. Dani, ainda bem que a Elisa não esbarrou com nenhuma dessas ainda. eu enlouqueço, acho. :)


  3. 7ª série a história do felipe, galvão


  4. valeu, cla! já arrumei ali. e sinto um pouco menos incomodada com a história agora. hahaha.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: